BEAUTY

PELE SEM MANCHAS JÁ!

Não sabe como deixar a pele sem manchas, limpa e homogênea? Os especialistas dão as dicas!

Há quem diga que alguns sinais na pele são marcas da vida que não devem ser apagadas. Mas todo mundo concorda que, quando o assunto é manchas, a ordem é deletá-las! Por isso, convidamos especialistas para ensinar como remover as inconvenientes manchas da pele de uma vez por todas.

Um tipo de mancha que atormenta não só adolescentes, mas muitos adultos, é a deixada pela acne. De acordo com a dermatologista Lídia Salles, o ideal é prevenir, evitar manipular a acne inflamatória para impedir o surgimento de sequelas como manchas e cicatrizes. As marcas que permanecerem devem seguir tratamentos tópicos com cremes ou medicamentos orais como antibióticos, isotretinoína, anticoncepcionais ou outros antiandrógenos, sempre avaliados por um profissional.

A dermatologista Camila Meccia também ressalta a importância de primeiro tratar a acne, para as manchas não continuarem aparecendo. Uma vez curada, inicia-se o tratamento das manchas, que pode ser feito com associação de diversas modalidades, como cremes clareadores e também à base de ácidos. “Os meus preferidos são os alfa hidroxi ácidos derivados de plantas. Peelings químicos e microdermabrasão também são procedimentos eficazes nesse combate”, destaca Meccia. A dermatologista relata que os resultados podem ser vistos já nas primeiras sessões do tratamento, a depender do caso.

 

Manchas crônicas

Existem alguns tipos de manchas mais persistentes. O melasma é um caso crônico, que deve ser cuidado com muita dedicação. “Este período é bastante propício ao tratamento do melasma, pois o sol está mais ameno e as pessoas menos expostas a ele”, declara Lídia Salles se referindo ao outono/inverno.

O melasma é uma mancha recorrente em face, colo ou braços/ antebraços, que tem base hormonal (estrogênio) associada à exposição solar e genética. Pela natureza crônica da mancha, os hábitos de vida do paciente são fundamentais para se manter a pele tratada. “Uso de clareadores, peelings e lasers específicos podem ser utilizados. Os resultados são visíveis logo no primeiro mês e é fundamental usar filtro solar diariamente e na quantidade adequada”, explica a especialista.

Apesar do período favorável ser o de menor radiação solar, a dermatologista Camila Meccia lembra que o tratamento deve ser feito durante todo o ano. “O mais importante é a proteção solar intensa, com tipos específicos de filtros de alta cobertura durante o verão, filtros orais, roupas e sombras. No inverno, podemos lançar mão de tratamentos mais fortes como ácidos, peelings ou laser”, explica “Meu tratamento preferido atualmente é o microagulhamento com drug delivery de clareadores, que pode ser feito a qualquer momento após avaliação dermatológica”, declara a especialista.

Gata pintada

Já as - nem sempre charmosas - sardas podem ser combatidas com outros tipos de tratamento. O mais eficaz para apagá-las ou removê-las, segundo Camila Meccia, é o laser e a luz pulsada. Outros produtos clareadores podem ser usados em conjunto para controle.

A dermatologista Lídia Salles ressalta que a vantagem de se tratar as sardas (ou efélides) com tecnologias como luz intensa pulsada e lasers é que uma boa parte delas é eliminada com o tratamento. Entretanto, faz uma ressalva: “Como a base é genética, caso o paciente mantenha o hábito de se expor ao sol, novas efélides surgirão ao longo do tempo”. Peelings e cremes clareadores também são sugeridos pela especialista.

 

 

Amenizando as cicatrizes

No caso das marcas de cicatrizes, alguns tratamentos têm o poder de amenizá-las sim! O microagulhamento e lasers fracionados são indicados pela dermatologista Camilla Meccia. “Mas cada caso deve ser avaliado pelo dermatologista quanto a indicações e expectativas de melhora”, alerta.

Segundo Lídia Salles, o tratamento para cicatrizes como estrias, pós cirúrgicas e pós acne, continua sendo um desafio. “Quanto antes tratar, melhor. Hoje dispomos de Lasers de CO2, Erbium Fracionado e Radiofrequência Microagulhada para abordar as cicatrizes, sendo necessárias algumas sessões”, explica. Em caso de cicatrizes atróficas, de acordo com Salles, vale a pena associar com o preenchimento de ácido hialurônico, e, no caso de composição com manchas, associar com os peelings. “O resultado, apesar de não ser um apagamento completo da cicatriz, é bastante satisfatório”, garante. Seja lá qual for o caso das suas manchas, o importante mesmo é sempre procurar um bom profissional para que trate a pele de forma responsável, deixando-a, acima de tudo, saudável!

 

 



SEE MORE

ÁCIDO HIALURÔNICO


Fique por dentro do ingrediente da moda para a sua pele

Saiba mais

BELEZA QUE TRANSBORDA


Cuidar da pele de dentro pra fora pode ser um...

Saiba mais

UM CAFÉ, POR FAVOR!


Mais do que energia para começar o dia, confira...

Saiba mais

VAMOS CORRIGIR?


Entenda as diferenças entre corretor e corretivo...

Saiba mais

O PERFEITO É O...


Quando o assunto é sobrancelha, muita atenção...

Saiba mais
Cadastre-se e saiba das novidades
all rights reserved © cool and hot days · design by kok fashion lab